O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Fundação Casa de Macau - Um Mundo de Conhecimento e Cultura.
Siga-nos no Facebooik
Fundação Estatuto
Adicione-nos aos Favoritos

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Setembro 2015   
"A Fundação Casa de Macau e Casa de Macau em Lisboa"
MACAU - La fondation Casa de Macau et la Casa de Macau à Lisbonne

nada

nada

nada


Outubro 2014   
Ciclo de Tertúlias 2014 "Mulheres de/em Macau"
Decorreu no dia 21 de Outubro de 2014, mais uma Tertúlia inserida no Ciclo de Tertúlias 2014 “Mulheres de/em Macau”, sendo Oradora Graça Pacheco Jorge, que brindou a assistência com uma excelente comunicação intitulada “Cozinha Macaense”. O tema despertou enorme interesse, tendo havido um diálogo muito vivo entre as Assistentes e a Oradora. Assinalamos também com muita honra a presença de representantes da Casa de Macau de Toronto, respetivamente D. Virgínia Sanchez e Sr. José Rodrigues. A sua presença confirma o interesse que as iniciativas da Fundação Casa de Macau vêm despertando nas Casas de Macau da Diáspora que sempre primam por nos acompanhar e incentivar.

Setembro 2014   
"Unitygate: SET 2014 Portugal"
Exmos Senhores

Como é tradição a Fundação Casa de Macau apoia desde o inicio da sua existência, esta iniciativa – plataforma cultural de troca e divulgação de contextos e conteúdos em todas as suas expressões lúdicas num testemunho de troca em Macau e Portugal.

A variedade de manifestações e espetáculos, que se propõem integra todo um conjunto de iniciativas, de troca e de comunhão de ideias e sentimentos, só possíveis através da arte.

Mais uma vez estamos presentes no apoio à plataforma Unitygate 2014, na realização de um naipe completo de expressões culturais.

Contamos com a presença de Vexas, frequentando, colaborando e assistindo a todos os espectáculos cuja programação se anexa.

Procurando fazer chegar a todos o significado desta simbiose cultural, facilitou-se a um preço simbólico o custo dos ingressos, cuja receita reverterá iminentemente para fazer face às despesas que acarreta tão grande iniciativa e para apoiar a extraordinária e meritória obra de voluntariado, que a Associação do Coração Amarelo vem realizando , junto das faixas mais carenciadas da nossa sociedade e em particular no apoio aos cuidados hospitalares.

Apelamos à presença de todos nesta iniciativa – Unitygate 2014.

Com os nossos melhores cumprimentos


Setembro 2014   
Apresentação do livro "Bambu Quebrado"
Exmos Senhores

A Fundação Casa de Macau, honra-se de apoiar e promover nas suas instalações da Praça do Príncipe Real nº 25-1º andar em Lisboa, pelas 18h30 no dia 23 de Setembro de 2014, o lançamento do livro “Bambu Quebrado” da autoria de Maria Helena do Carmo, Mestre em História. A convite da Autora aquela obra será apresentada pela Professora Doutora Ana Cristina da Costa Gomes.

Trata-se de um romance histórico, dedicado à figura do Governador de Macau Ferreira do Amaral, relatando-se no mesmo um período controverso da história da presença portuguesa em Macau.

Contamos com a presença de Vexas.


Setembro 2014   
"Curso de Fotografia"
A Fundação Casa de Macau, tem o prazer de divulgar, que já estão abertas as inscrições para o Curso de Fotografia, a realizar na Casa de Macau.

A informação constante do folheto, em anexo, encontra-se para consulta no site da Casa de Macau.

Para informações adicionais, os interessados deverão contactar a Secretaria da Casa de Macau.

nada


Junho 2014   
Macau ultrapassa Suíça na riqueza "per capita" e sobe ao quarto lugar do mundo
Com um Produto Interno Bruto (PIB) 'per capita' de 91.376 dólares norte-americanos (66.928 euros) em 2013, Macau bateu a Suíça, num "ranking" liderado pelo Luxemburgo, Noruega e Qatar.

Apesar de os dados do Banco Mundial, citados hoje pelo Financial Times, diferirem dos publicados pelos Serviços de Estatística Censos de Macau - que fixa o PIB 'per capita' em 87.306 dólares ou 63.947 euros -, Macau ultrapassaria ainda assim a Suíça, cuja riqueza 'per capita' foi estimada em 80.528 dólares (58.982 euros).

Em 2012, Macau figurava no sexto posto da lista do Banco Mundial, a seguir às Bermudas e à Suíça. Os dados de 2013 não incluem, porém, o PIB 'per capita' das Bermudas que, em 2012, foi de 84.471 dólares (861.861 euros). De fora da lista estão incluem Mónaco e Liechtenstein que, a avaliar por dados anteriores, vão certamente alcançar os lugares cimeiros do 'ranking' da riqueza 'per capita'.

O crescimento da economia de Macau, com subidas a dois dígitos, tem sido impulsionado pelo cada vez maior fluxo de turistas oriundos do interior da China, também principal 'fonte' de jogadores dos atuais 35 casinos do território, cujo PIB 'per capita' registou um aumento de 7,4% face a 2012.

O setor do jogo em Macau encerrou 2013 com receitas brutas totais de 361.866 milhões de patacas (32.897 milhões de euros), ou seja, sete vezes mais do que Las Vegas, ano em que o pequeno território, com uma população estimada em 614.500 habitantes, recebeu aproximadamente 30 milhões de turistas.

Macau é uma Região Administrativa Especial da República Popular da China e o único local do país onde o jogo em casino é legal.

Embora com uma taxa de desemprego de 1,7% - um dos níveis mais baixo de sempre -, Macau tem manifestado a sua intenção de partilhar a riqueza, por via de mais diversos subsídios e de outras comparticipações pecuniárias, como da fatura da eletricidade, distribuindo, além disso, dinheiro pela população, independentemente dos rendimentos, numa medida lançada a título provisório, em 2008, mas que tem vindo a ser implementada numa base anual, havendo apenas uma diferença no valor atribuído relativamente aos residentes permanentes e aos não permanentes (que vivem há menos de sete anos no território).

Contudo, e não obstante os mais diversos apoios, seja para a criação do primeiro negócio ou de incentivo à formação contínua, nem toda a população tem a perceção de que realmente está a colher os frutos da riqueza. A falta de habitação pública, por exemplo, é tema recorrente nomeadamente na Assembleia Legislativa.

Segundo as previsões de analistas, a economia de Macau - que continua fortemente dependente do jogo não obstante o desejo de a diversificar - continuará a registar um firme crescimento, uma vez que no Cotai - zona de casinos entre as ilhas da Taipa e de Coloane - estão a ser construídos mais complexos com espaços de jogo.

Com as novas ou alargadas redes ferroviárias nas províncias vizinhas e a abertura, prevista para 2017, da ponte Macau-Zhuhai-Hong Kong, que será a mais extensa do mundo, a encurtar distâncias, as perspetivas são ainda mais animadoras, de acordo com analistas que também estão de olhos postos no desenvolvimento da vizinha Ilha da Montanha, com o triplo da área de Macau, considerada como a terceira área estratégica da China no âmbito da sua política de reforma e abertura, depois de Pudong, em Xangai, e Binhai, em Tianjin.

Mas, em paralelo, pairam no ar sinais apontando para um abrandamento, após as receitas dos casinos terem caído em junho, pela primeira vez em cinco anos, em termos anuais homólogos.

A descida (de 3,7%) foi atribuída à polémica em torno do controlo do uso dos cartões da Union Pay - o maior operador chinês - após a descoberta de transações ilegais, por via de um esquema que permite ultrapassar o limite de 20.000 yuan por dia (2.350 euros) que os visitantes da China continental podem transportar para a Região Administrativa Especial Macau, uma quantia considerada pequena para as apostas que se fazem nos casinos locais.

As informações de um maior controlo ao uso dos terminais da Union Pay levou, inclusive, a quedas nas acções das operadoras de jogo de Macau cotadas na Bolsa de Hong Kong, mas, de acordo com analistas, é difícil prever a evolução nos próximos meses.

Isto porque os analistas incluem no conjunto de fatores que poderão ter potenciado o recuo das receitas o Mundial 2014, considerando que as apostas em jogos de futebol desviaram as atenções dos jogadores, bem como ao abrandamento da economia na China e até à campanha anti-corrupção do Presidente chinês, Xi Jinping.

in Lusa

nada


Junho 2014   
"Visita ilustre à nossa casa"
A Fundação Casa de Macau registou recentemente a honrosa visita da Professora Darlene J. Sadlier, eminente Académica Americana. É Professora da Universidade de Indiana nos Estados Unidos da América, - onde está o mais completo repositório da obra de Charles Boxer – é ainda detentora de inúmeros Títulos Honoríficos, Prémios Académicos atribuídos por Universidades Americanas, Europeias e Brasileiras, no reconhecimento de uma carreira académica de excepção.

É ainda autora de inúmeros livros dedicados à Cultura da Língua Portuguesa.

Prepara neste momento em Portugal, elementos para um livro dedicado à “Diáspora Lusófona na Literatura e nas Artes”, a ser publicada pela Universidade do Texas. Muito honra o Centro de Documentação da Fundação Casa de Macau, poder á sua escala, colaborar com tão ilustre Académica.


Maio 2014   
3ª Sessão Tertúlias - 2014
Dando cumprimento ao programa de Tertúlias que temos vindo a divulgar, decorreu no passado dia 20 de Maio de 2014, a III Sessão do Ciclo de Tertúlias «Mulheres de/em Macau».

A sessão foi conduzida pela Drª Celina Veiga de Oliveira, que nos veio falar sobre “Macau na obra de Maria Ondina Braga”.

nada

nada


Março 2014   
"Faleceu o Exmo Senhor Coronel, Mariano Alberto Acciaiolli Tamagnini Barbosa"
Exmos Senhores

A Fundação Casa de Macau, lamenta comunicar a Vexas o falecimento, no dia 27 Março de 2014, do Exmo Senhor Coronel, TOCC, Mariano Alberto Acciaiolli Tamagnini Barbosa, Presidente Honorário do Conselho de Curadores da Fundação Casa de Macau, brilhante Oficial da Força Aérea Portuguesa, portador de Altas Condecorações, dedicou-se com muito empenho à causa Macaense e ao movimento associativo da Força Aérea em particular à AFAP

A Fundação Casa de Macau e a Casa de Macau, onde foi instituidor e colaborador desde a primeira hora dedicou colaboração notável que paralelamente também estendeu à Força Aérea Portuguesa – duas causas pelas quais lutou, defendeu e promoveu com exemplar dedicação cívica. Perdurará para sempre a Memória deste tão distinto Macaense a quem tanto ficamos a dever e que agora partiu para a viagem eterna.


Fevereiro 2014   
"Museu do Centro Científico e Cultural de Macau"

nada

nada


Fevereiro 2014   
"Inscrições abertas - módulo II do CURSO DE MANDARIM"
Exmos. Senhores,

A Casa de Macau informa que já estão abertas as inscrições do módulo II do CURSO DE MANDARIM. A informação constante no folheto, encontra-se para consulta no site da Casa de Macau, em www.casademacau.pt.

Para informações adicionais, os interessados deverão contactar a Secretaria da Casa de Macau.

nada


Janeiro 2014   
"Ano Novo Cavalo"
Exmos. Senhores

Apresentamos a V.Ex.ª. e Excelentíssima Família Votos de:

nada


Janeiro 2014   
"O Passeio de Lisboa"
A Revista Visão na edição nº 1089 de 16 a 22 de Janeiro de 2014, na secção “Lisboa & Sul”, faz uma extensa reportagem intitulada "O Passeio de Lisboa", onde nos leva pela Rua D. Pedro V, pelo Príncipe Real e pela Rua da Escola Politécnica, a uma interessantíssima visita a Lisboa. Este roteiro pela zona “da Moda da Capital”, leva-nos entre muitos locais de interesse, a uma visita ao espaço do Centro de Documentação da Fundação Casa de Macau, instalado no 1º andar do nº 25 da Praça do Príncipe Real, fazendo referência àquelas instalações que, ao longo dos anos são parte integrante desta tão caracteristica zona de Lisboa.

Desta reportagem destacamos a passagem que se cita:

"Cumprindo a promessa, seguimos para a Fundação Casa de Macau, que ocupa toda a extensão de um primeiro andar, com vista para a praça e o jardim. Uma visita guiada desvendou-nos as várias salas onde são feitas as reuniões e as tertúlias, que podem ser frequentadas pelos associados e interessados pela cultura macaense, assim como uma biblioteca composta por cerca de 4000 livros, aberta ao público, com um grande acervo documental especializado aliado sobre a presença portuguesa no Extremo Oriente."

nada


Janeiro 2014   
"Marreiros Faz Escultura de Adé para Parque Português"
Na ocasião não podemos deixar de agradecer à Câmara Municipal de Oeiras, a inclusão deste monumento na 3ª fase do Parque dos Poetas, grandiosa obra em que aquele Município homenageia a Poesia de expressão portuguesa.

Congratulamos com a inclusão no espaço da Lusofonia do Poeta Maior de Macau, José dos Santos Ferreira - Adé, que em Patuá e em Português eternizou o espírito dos Macaenses.

De louvar esta iniciativa da Câmara Municipal de Oeiras que convidou Carlos Marreiros, para escultoricamente interpretar através do Poeta a raiz Macaense

Janeiro 2014   
MACAU, UM LONGE TÃO PERTO: Um documentário de Rui Filipe Torres
16, 19 e 26 Janeiro
Realização: Rui Filipe Torres
Horários 19.00 (dia 16), 17.00 (dias 19 e 26)
Duração: 100’
Entrada livre, sujeita a levantamento de bilhete no próprio dia

Treze anos depois da transferência de soberania e 400 após a chegada dos Portugueses, um documentário de Rui Filipe Torres que transmite o seu olhar do realizador sobre Macau. Um olhar que se quer despido de preconceitos sobre a cidade que, no delta do rio das pérolas, a 10 992 km de Lisboa, continua a viver e sentir Portugal com grande intensidade e, onde, também por isso, o Ocidente e o Oriente se misturam e recriam, numa das mais fortes e singulares afirmações do cosmopolitismo contemporâneo.

Qual o papel das identidades nas novas dinâmicas sociais e económicas da cidade de Macau? Será importante para a China a herança portuguesa no acesso ao mercado dos países da lusofonia? Qual o papel e importância das artes, cultura, língua, conhecimento, nas dinâmicas sociais numa das cidades mais ocidentais do Oriente? São algumas das perguntas orientadoras na pesquisa e trabalho de campo a que o documentário procura responder. Rui Filipe Torres é licenciado em Ciências da Comunicação do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas da Universidade de Lisboa, sendo actualmente aluno de mestrado em Estudos Cinematográficos na Universidade Lusófona.

nada


Dezembro 2013   
Inquérito sobre Gastronomia Macaense
Exmos. Senhores,

Solicito a vossa colaboração, a fim de pedir a participação dos macaenses que vieram ao Encontro, em responder-me a este questionário.
Contribuirão para o meu estudo de caso, incluído na minha tese de doutoramento.

O questionário, após estar devidamente preenchido, deverá ser enviado para o meu email Mª João dos Santos Ferreira ou para a Fundação Casa de Macau.
É garantido, o total anonimato, no tratamento dos dados.

Sinceros agradecimentos!

Melhores cumprimentos,
Mª João dos Santos Ferreira


Outubro 2013   
Agradecimento
                Agradecemos à viúva e filhos do Prof. Stephen Reckert o enriquecimento da nossa biblioteca com a doação de vastas obras que versam a cultura Chinesa e Nipónica,, Incluímos 2 artigos de conteúdo paradigmático e definidores da sua notável personalidade, culturalmente impar, que ao longo da sua vida se revelou exemplar na defesa dos princípios éticos de vivência por ele defendidos desde muito novo.

    nada


Outubro 2013   

Inquérito à população portuguesa-Macaense 2013

                A Fundação Casa de Macau apoia e convida todos os macaenses a colaborarem com este interessante e útil inquérito a decorrer até ao próximo dia 15 de Outubro. Contamos com o vosso apoio na sua divulgação. Obrigado

Para conhecer todo o conteúdo clique Aqui

Setembro 2013   

    nada


Novembro 2012   
Atividades Culturais na S. H. I. P.

        









Novembro 2012   
Exposição no Santuário de Fátima

                Exmos. Senhores,

                A Fundação Casa de Macau tem a honra de divulgar o Convite para a Cerimónia de  abertura da Exposição Evocativa da Aparição de Junho de 1917 no Santuário de Fátima.
                Na ocasião será inaugurada uma escultura intitulada  “ No Coração de Maria” de  autoria de CRISTINA ROCHA LEIRIA consagrada Arquitecta/Escultora.  Anexamos o Convite que inclui o Programa das Cerimónias e a Filosofia da Escultura que se inaugura.

Veja aqui o convite  






Julho 2012   
 Macau Antiga
                Partilhamos uma ligação onde podemos relembrar algumas imagens que perduram na nossa memoria.

Veja aqui as imagens

Julho 2012   
Lançamentos de Livros Instituto Internacional de Macau
                O Instituto Internacional de Macau para a apresentação dos livros “Filhos da Terra – A Comunidade Macaense Ontem e Hoje”, de Alexandra Sofia Rangel e “O Livro de receitas da minha Tia/Mãe Albertina”, de Cíntia Conceição Serro, a ter lugar no Palácio da Independência nesta quarta-feira, dia 11 de Julho, pelas 18h00.

Janeiro 2012   
Lançamento do Livro "Tomás Pereira. Obras”
               No próximo dia 1 de fevereiro pelas 18H30 no Centro Científico e Cultural de Macau, Rua da Junqueira, nº 30 em Lisboa, decorre asessão de lançamento da edição crítica em 2 volumes das Obras de Tomás Pereira, S. J.
               Tomás Pereira, S.J. (1646-1708), de nome chinês Xu Risheng, é a mais destacada figura portuguesa nas relações interculturais Portugal-China. Músico e astrónomo matemático, engenheiro e arquiteto, geógrafo e inventor de órgãos e relógios mecânicos, tradutor e diplomata, estudioso da língua chinesa e do budismo Chen, diretor interino do Tribunal das Matemáticas do Observatório Astronómico de Pequim (nos anos de 1688 a 1694) e confidente e professor de música ocidental do Imperador da China, Kangxi (1654-1722), são algumas das facetas deste português religioso jesuíta que se torna mandarim e cortesão da China Imperial Qing.
                Esta edição critica, que revela toda uma obra manuscrita e inédita, resulta do trabalho de investigação desenvolvido pelo CCCM, a partir dos anos de 2006-2007, e deve-se a uma equipa coordenada por Luís Filipe Barreto (Presidente do CCCM, I.P. e Professor Catedrático da Universidade de Lisboa) e composta pelas doutoras Ana Cristina da Costa Gomes e Isabel Murta Pina e pelo Mestre Pedro Lage Correia (bolseiro da FCT) para a leitura, transcrição e notas das inéditas e manuscritas obras em português e latim. Também ao precioso contributo de Arnaldo do Espírito Santo (Professor Catedrático da Universidade de Lisboa) na tradução do latim para português de cartas e tratados.
Fundação Casa de Macau. É proibida a reprodução total e ou parcial dos conteúdos deste bem como de outros sites relacionados para fins comerciais.
 Informação Legal.